Blog do FM

PUBLICIDADE
Topo

Frequência Modulada

Os 3 atos da Ópera Carter

Frequência Modulada

21/06/2018 09h03

Que semana!! O mundo ainda procura os porquês a respeito da magnitude, sinceridade e entrega do casal mais influente e criativo do entretenimento mundial. Sem preparar ninguém Beyoncé e Jay-Z lançam Everything is Love", um álbum que é a cartada certeira no meio da tour mundial On the Run II – que enfatiza mais do que o trabalho em si, a parceira.

É claro, vários holofotes estão voltados aos movimentos desse casamento; vale lembrar que tudo começou na revelação da infidelidade de Jay Z, em várias citações no premiado álbum Lemonade em 2016, seguido do reconhecimento do erro e promessa de regeneração por parte do rapper, em seu álbum 4:44 em 2017. Atualmente, o casal passa que a situação foi realmente superada e que mais do que um família, eles tem planos grandes demais (onde mesmo a música é uma dentre várias frentes) para deixar de acreditar na longevidade de seu casamento e império.

Estudiosos do mundo da música não param de contribuir com uma enxurrada de teorias e simbolismos nas letras e temática dos video clips e o desenrolar dos fatos constantemente esbarra em discussões acaloradas do comportamento humano como o poder feminino, divindade, ancestralidade e novas propostas ao comportamento do homem negro, e isso está instaurado no mundo todo. Há também uma parcela que questiona o encontro dessas discussões e o lançamento das músicas sugerindo até mesmo um cronograma meticulosamente previsto. Sem divisão dentre fãs que lotam seus shows em estádios das principais cidades do mundo e posições contrárias ao casal em forma de opiniões na internet, temos alguns pontos a ressaltar aqui:

– O palco principal da temática é nada mais que o Museu do Louvre em Paris, cidade preferida do casal e berço de seu romance no começo dos anos 2000;

– Citações curiosas como a diferença de cinco anos na idade entre suas filhas Blue Ivy e Rumi, ser a mesma entre Beyoncé e sua irmã caçula, Solange Knowles;

– Jay-Z continua a rimar em alto nível. Na faixa "713", ele toma emprestado versos de outro clássico do rap, "The Light" do rapper Common. Anos se passaram e ele ainda aparenta se divertir em fazer rap. Quando foi a primeira vez que ele ameaçou se aposentar? 14 anos atrás pós lançamento do Black Album, certo?

– Beyoncé e Jay-Z sempre atentos ao atual chamaram Quavo e Offset, também conhecidos como 2/3 do Migos, para as rimas e vocais da agressiva e forte candidata a hit do verão no hemisfério norte, "Apeshit".

Mesmo com pouco tempo de absorção, desde o último dia 16 de junho, é clara a linha que o casal traça. Há quem ache tudo um grande combinado com 3 momentos estrategicamente preparados desde 2016 até agora, outros um reflexo do que é ser público em uma era onde não há esconderijo perfeito na internet – famosos e anônimos são de fato monitorados a todo tempo.

Nós daqui só conseguimos enxergar inspiração e uma proposta de elevação no aspecto de como a vida privada pode influenciar sua entrega artística. E um convite aos haters: ouçam. Todos somos gente grande e já passamos da fase de bater o pé, certo?

Sobre os autores

Fabio Lafa escreve textos, podcaster, pesquisador musical e consultor em music branding.

Nyack é Dj, pesquisador musical e beatmaker.

Juliano BigBoss é estudioso do marcado do rap, pesquisador, produtor artístico e executivo.

Sobre o blog

Papo semanal e bem descontraído sobre os ritmos que movem cidades. Dicas e mapeamento de cenários musicais - clássicos e emergentes, do analógico ao eletrônico.

Blog do FM