menu
Topo
Frequência Modulada

Frequência Modulada

Histórico

The Foreign Exchange e os 10 anos de "Leave it All Behind"

Frequência Modulada

31/05/2018 08h31

 

Na semana passada demos alguns exemplos de R&B de qualidade fora dos States. E tem também trabalhos produzidos por influências que vão e voltam pelo Atlântico: é o caso do duo The Foreign Exchange, formado produtor da cidade de Zwijndrecht na Holanda, Nicolay e o MC e cantor Phonte Coleman de Greensboro na Carolina do Norte – a terça parte do extinto Little Brother. O surgimento do The Foreign Exchange é bastante curioso: os caras se conhecerem pela internet e produziram todo o seu primeiro disco – o aclamado Connected – trocando idéias pela grande rede, através do MySpace (lembra?). Nasceu ali o nome bem sugestivo – Troca Estrangeira.

Leave It All Behind é o segundo disco da dupla e, completa dez anos em outubro; Desde sua estréia quatro anos antes, vêm sendo bem aclamados pela cena. Neste segundo trabalho, há uma grande diferença em relação ao primeiro: em vez de levadas e versos certeiros Phonte ataca de cantor, dando vazão ao seu alter-ego Percy Miracles e mostrando grande versatilidade sobre os beats complexos de Nicolay. Auxiliado por outros intérpretes talentosos vindos diretamente da nova geração do soul como Darien Brockington e Yahzarah, Phonte solta a voz mostrando um estilo mais suave e introspectivo de cantar, sem muitas firulas ou falsetes. Para acalanto dos fãs do MC liricamente afiado, ele faz uma concessão na faixa All or Nothing, rapidamente. Já ajuda, vai!

Abusando de baterias discretas e um clima mais downtempo e relaxado, Nicolay cria instrumentais atmosféricos, delicados, onde cabe um bons fones de ouvido para uma melhor experiência. Os pormenores são vários, e de fato é muito agradável ir percebendo a construção cuidadosa de cada beat. A faixa abertura do álbum  Daykeeper resume bem o clima "aéreo" do trabalho, com Phonte e a cantora Muhsinah num dueto bem entrosado. Destacamos também o R&B clássico I Wanna Know, com caixas mais presentes e um piano discreto no fundo; a faixa If She Breaks Your Heart foi recriada com o mesmo cuidado que Stevie Wonder e Kimberly Brewer tiveram em 1991 (trilha sonora do clássico "Jungle Fever", de Spike Lee) com um clima totalmente tranquilo, um bela linha de baixo e um piano esparso, além de grande participação de Yahzarah; E a linda declaração de amor em Take off The Blues, faixa de grande sucesso nas pistas das festas de R&B no final dos anos 2000.

Enfim, quem esperava um disco de rap acabou se deparando com um álbum bem diferente. Num clima soturno e ao mesmo tempo relax, Leave It All Behind cruza as fronteiras do rap, flertando com o soul moderno e o R&B, com onze canções prontas para serem tocadas em momentos bem especiais, até pelo nosso inverno, que logo mais dará as caras. Aperta o play sem medo, e um garantido bom final de semana!

+Infos no site dos caras, aqui.

Sobre os autores

Fabio Lafa escreve textos, podcaster, pesquisador musical e consultor em music branding.

Nyack é Dj, pesquisador musical e beatmaker.

Juliano BigBoss é estudioso do marcado do rap, pesquisador, produtor artístico e executivo.

Sobre o blog

Papo semanal e bem descontraído sobre os ritmos que movem cidades. Dicas e mapeamento de cenários musicais - clássicos e emergentes, do analógico ao eletrônico.